segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Digite "Let it Snow" no Google e deixe sua tela congelar


Após o easter egg do google “Barrel Roll”, agora a página de buscas voltou com mais uma agradável surpresa natalina. Pare tudo que você está fazendo, vá até o Google, digite “Let it Snow” e deixe a página o surpreender.

Pequenos flocos de neve começarão a cair na sua tela e logo você irá ver o seu navegador cheio deles. Assim que a página se transformar em uma espécie de lago congelado, você poderá começar a desenhar com o seu mouse.

Para limpar a tela, basta clicar em “Defrost”, um botão azul que fica no canto superior direito.

Clique aqui para conferir o efeito "Barrel Roll" automaticamente.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

HQs digitais como recursos para dinamizar a construção de narrativas

Assim como livros e filmes, as histórias em quadrinhos (HQs) não ficaram para trás na cultura digital. Editoras responsáveis por títulos populares, seja no Brasil ou no exterior, trataram de criar sites e disponibilizar ferramentas web que permitem a criação de histórias online de forma coletiva ou individual. Na educação, professores atentos ao uso das tecnologias para fins pedagógicos também passaram a contemplar esse recurso em sala de aula e na formação de professores. É o caso de Maria de Fátima Franco, da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), que coordena uma oficina sobre o tema para educadores como atividade do “Taba Eletrônica”, projeto de ensino, pesquisa e extensão da faculdade de letras da instituição.

Reprodução
Ambiente de criação de quadrinho da ferramenta Make Beliefs Comix
Professora de línguas, ela sempre valorizou as HQs para a construção de narrativas em sala de aula, mesmo quando as histórias existiam apenas no formato impresso, e diz que ainda hoje percebe que isso não é uma prática comum entre educadores, tendo de lidar até com preconceitos. “Tem professor que olha com certo estranhamento. À primeira vista, não considera que quadrinho é literatura, mas é”, afirma.

Maria de Fátima defende que as HQs são um ótimo meio para trabalhar discursos, e que o recurso vale para todas as disciplinas. Abaixo, em slideshare, é possível acessar uma das apresentações que fazem parte da oficina para professores, a qual também está disponível no blog “Quadrinhos na Escola” (http://www.quadrinhos-escola.blogspot.com/), recém-criado pela educadora. Em sua página na web, ela traz análises do uso dos quadrinhos em diferentes contextos da educação e várias dicas de ferramentas e ambientes. Entre as dicas, há espaço para todos os traços. Os interessados por mangás, por exemplo, encontram a sugestão de um fórum, onde se discute a criação de personagens nesse estilo.

Caminhos e boas práticas

Para os professores que quiserem experimentar ou aprofundar a experiências com HQs, há dois caminhos para acessar ferramentas na web: procurar sites e recursos das editoras, como Marvel e Máquina dos Quadrinhos ou pesquisar por ferramentas de web 2.0 voltadas para as HQs. No primeiro, a vantagem é que os alunos vão trabalhar com personagens consagrados, como Homem Aranha, no caso da Marvel, e Mônica e Cebolinha, na ferramenta da Mauricio de Sousa Produções. “A Máquina dos Quadrinhos tem uma versão gratuita e uma paga, muito completa, que tem política de desconto para instituições educacionais”, conta Maria de Fátima Franco.

Entre as ferramentas web dissociadas de editoras estão: Comeeko, Comic, Make Beliefs Comix. Todas têm opção para a criação de histórias e se tornam grande aliadas para atividades pedagógicas.

O que ter em mente antes de iniciar o trabalho com HQs

1) Como é a estrutura de uma HQ: ajuda muito ter histórias em quadrinhos online ou impressas à disposição.

2) Fazer um storyboard, onde deve estar definida a estrutura da narrativa, com o ponto alto da história (climax) e os personagens envolvidos.

3)
Não se deve didatizar radicalmente os quadrinhos. Isso significa que eles precisam ter um elemento que cause surpresa, estranhamento, alegria etc. Deve haver um corte, algo que não existe nos livros didáticos, por exemplo.

fonte: instituoclaro.org.br

O Professor do século XXI



fonte: institutoclaro.org.br

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

8 razões para usar o Youtube em sala de aula

Descubra como esta rede social pode ajudar você a produzir vídeos e planejar aulas mais dinâmicas e interessantes para seus aluno

Prender a atenção dos estudantes, que estão cada vez mais conectados, não tem sido uma tarefa fácil para os educadores. O problema se torna cada vez maior conforme os alunos ficam mais velhos. Nas salas de aula do Ensino Médio, é muito comum os professores disputarem a atenção dos estudantes com aparelhos eletrônicos, celulares ou smartphones. Por isso, o momento é propício para tornar a tecnologia - e a sua turma - uma aliada em sala de aula. "O uso de recursos tecnológicos que estão presentes no dia a dia dos alunos pode ajudar a aproximá-los dos temas tratados em sala, além de servir como estímulo para o estudo", afirma Marly Navas Soriano, professora de Informática Educativa da EMEF Cleómenes Campos, em São Paulo.
Youtube para professores

Para encorajá-lo a usar o Youtube em sala, listamos oito bons motivos para incluir a rede social no seu planejamento e na sua rotina profissional:

1- Oferecer conteúdos que sirvam como recursos didáticos para as discussões em aula
Incentive os estudantes a participar das aulas compartilhando com eles vídeos que serão relevantes para o contexto escolar. Desde que bem selecionados, os conteúdos audiovisuais podem mostrar diferentes pontos de vista sobre um determinado assunto, fomentando os debates e discussões em sala.

2- Armazenar todos os vídeos que você precisa em um só lugar
Se você ainda não é um usuário do Youtube, basta criar uma conta na rede (gratuitamente) para ter acesso às listas de reprodução (playlists). Elas permitem que você organize seus vídeos favoritos em sequência. Um usuário não precisa selecionar apenas vídeos publicados por ele, ou seja, a playlist de um professor pode conter vídeos publicados por outros membros do Youtube. Outra vantagem de organizar os vídeos em listas é que quando um vídeo termina, o próximo começa sem que sejam oferecidos outros vídeos relacionados, mas que não interessam ao seu propósito didático naquele momento. Ao selecionar o material que será visto pelos alunos, você pode garantir que o conteúdo hospedado em seu canal seja confiável, pois ele passou pela sua curadoria.

Consulte dois tutoriais breves, desenvolvidos pelos profissionais do Youtube, sobre como criar uma lista de reprodução e como organizar seus vídeos.

3- Montar um acervo virtual de seus trabalhos em vídeo
Com uma câmera fotográfica, um celular ou uma câmera de vídeo simples, você pode capturar e salvar projetos e discussões feitas em sala de aula com seus alunos. Com esses registros da prática pedagógica você terá em mãos (e na rede) um material rico, que pode servir como base para uma análise crítica de seu trabalho e dos trabalhos apresentados por seus alunos. Os registros ainda viram material de referência para toda a comunidade escolar, pois qualquer vídeo armazenado no Youtube pode ser facilmente compartilhado entre os alunos e professores da escola e fora dela.

Aqui, um tutorial desenvolvido pelos profissionais do Youtube sobre como compartilhar uma lista de reprodução.

4- Permitir que estudantes explorem assuntos de interesse com maior profundidade
Ao criar listas de reprodução específicas para os principais assuntos abordados em sala, você cumpre o papel do mediador e oferece aos alunos a oportunidade de aprofundar os conhecimentos a respeito dos temas trabalhados nas aulas. Ao organizar playlists com vídeos confiáveis e relevantes, você permite que os estudantes tenham contato com os conteúdos que interessam a eles, sem que eles percam muito tempo na busca e na seleção de informações.

Como tornar a lista de reprodução privada?

5- Ajudar estudantes com dificuldades
Você pode criar uma lista de reprodução com vídeos de exercícios para que os alunos resolvam no contraturno escolar. Esse material serve como complemento para os conteúdos vistos em sala e os estudantes podem aproveitá-lo para fazer uma revisão em casa dos assuntos vistos na escola.

6 - Elaborar uma apresentação de slides narrada para ser usada em sala
Você pode usar o canal de vídeo para contar uma história aos alunos e oferecer a eles um material de apoio que possa ser consultado posteriormente. Produza uma apresentação de slides narrada, com imagens que ilustrem o tema abordado e passe o vídeo em sala de aula.

Aqui, um tutorial desenvolvido pelos profissionais do Youtube sobre como editar vídeos na página de exibição de vídeos.

7 - Incentivar os alunos a produzir e compartilhar conteúdo
Lembre-se: seus alunos já nasceram em meio à tecnologia. Por isso, aproveite o que eles já sabem e proponha que usem câmeras digitais ou smartphones para filmar as experiências feitas no laboratório de Ciências, para que desenvolvam projetos - como a gravação de um "telejornal" nas aulas de Língua Portuguesa, por exemplo - ou nas apresentações de seminários. O conteúdo produzido pelos estudantes também pode ser disponibilizado na rede - desde que os pais sejam comunicados previamente para autorizar a exibição de imagem dos filhos na rede. Tal ação pode incentivar os estudantes a participar de forma mais ativa das aulas.

8 - Permitir que os alunos deixem suas dúvidas registradas
Você pode combinar com seus alunos para que eles exponham as dúvidas no espaço de comentários do canal, logo abaixo dos vídeos. Assim, é possível criar ou postar novos vídeos sobre os assuntos sobre os quais os estudantes ainda têm dúvidas.

(Fonte: Youtube para professores)

http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/8-razoes-usar-youtube-sala-aula-647214.shtml

A Evasão Escolar termina no projeto de Frequência Digital de Alexandre G...

Frequência Digital diminui evasão escolar em escolas no Distrito Federal e foi matéria de vários veículos de informações, vejam matéria abaixo:

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Como postar arquivos em PDF no blogger

Como postar arquivos pdf no blogger (super simples)

1. Acesse o site www.slideshare.net.
2.. Cadastre-se gratuitamente em “Signup”.


3. Na próxima tela que se abrir, vc informará seus dados como foi solicitado pelo site e em seguida clicará em JOIN NOW.


4. Feito isto o site enviará um link para o email que vc informou na hora do cadastro. Basta que vá até lá e clique no link para confirmar seu registro. Em seguida abrirá uma tela que te mostrará sua página no slideshare.net. Uma vez confirmado sua conta, vc já pode iniciar os uploads dos arquivos pdfs e pps (powerpoint) que queira divulgar em seu blog, ok?

Para enviar o arquivo, clique na aba “Upload” no menu superior onde tem escrito:

HOME - BROWSE - MYSLIDESPACE - UPLOAD - COMMUNITY - WIDGETS

5. Na próxima tela que abrirá, clique no botão “Browser an select files…” para indicar o arquivo a ser transferido. O tamanho não pode ultrapassar a 100 megas.

6. Ao concluir o site exibirá a tela abaixo. Preencha o título, tags e breve descrição do arquivo. Nas opções ao lado direito, deixe o Privacy como “Everyone” e altere a Language para Portugues, se for o caso. Lembre de marcar a caixa “Allow file download” (permitir download do arquivo), selecione a categoria e por fim, em Private, deixe como “Everyone”, para que todos possam ver.


fonte: http://acheiporaih.blogspot.com/

sábado, 5 de novembro de 2011

Visite 17 museus com seus alunos sem sair da escola

Desde fevereiro, conhecer museus mundo afora ficou mais fácil, quando o Google lançou o projeto Google Art Project. Com a ferramenta, qualquer pessoa com acesso à internet tem a sua disposição mais de 1.000 obras de arte de 400 artistas diferentes.

Conduzido pelo Google em parceria com 17 instituições de todo o mundo, o projeto utiliza a tecnologia do Google Street View, o que permite que as pessoas não só vejam os quadros, como os apreciem nos museus onde eles estão alocados. Dessa forma, o visitante pode conhecer espaços como como o MoMA (EUA), o Palácio de Versailles (FR) e Museu Van Gogh (HO), entre outros, e passear virtualmente por suas salas e corredores, visualizando as obras de arte através de várias perspectivas, em uma resolução que permite o internauta fazer aproximações sem perder os detalhes.

Mas como usar a ferramenta para aprimorar as aulas de arte? O Instituto Claro testou o site com a equipe do Colégio Dante Alighieri, de São Paulo. Para a professora Lúcia Lacerda de Oliveira, um dos pontos fortes é o fato de as obras poderem ser visualizada em alta resolução, o que permite ao professor abordar fundamentos teóricos de um artista ou movimento, como características das pinceladas, textura e cores.

A equipe criticou a falta de uma catalogação mais avançada, como informações por período ou movimento. O Art Project trazer apenas dados do artista, especificações técnicas etc. Nesse sentido, até para otimizar o tempo na sala de aula, os professores recomendam que o docente crie previamente sua coleção – um dos recursos do Art Project.

Coordenadora de artes do Dante, Sandra Romanello afirma que é possível utilizar os recursos para todos os níveis e idades. “Existem muitas funcionalidades ali para o professor explorar e assim aprimorar as aulas de artes.”

Ficha técnica

Público alvo: todos

Endereço online: http://www.googleartproject.com/

Acesso: gratuito

Idioma: inglês

fonte: institutoclaro.org.br

Software amplia interações no ensino da matemática e oferece comunidade para trocas de conteúdos

A abordagem de figuras geométricas e equações matemáticas em sala de aula ganha novas possibilidades com programas que oferecem interfaces interativas para professores e alunos. Com características que lembram o já consagrado software de programação Scratch, o iME, desenvolvido pelo pesquisador George Touma, da Universidade de Ottawa, permite que, após uma aula realizada com o auxílio desta ferramenta, o conteúdo seja disponibilizado em uma rede aberta e global entre seus usuários.

O Scratch (confira iniciativa premiada pelo Instituto Claro que utiliza esta ferramenta) , surgido no MIT, ganhou espaço nas instituições de ensino mundo afora por permitir que as pessoas pudessem acessar games programados por usuários que cadastravam suas criações em comunidades do próprio Scratch. No iME, o conteúdo disponível para compartilhamento é sempre o produto de uma aula que foi projetada - de preferência em uma lousa digital - e contém todas as anotações feitas em um plano cartesiano, assim como a voz dos professores e dos estudantes durante a aula.

Neste plano cartesiano, o educador pode fazer uso das ferramentas já presentes no software, como esquadros, transferidores, réguas, e pode ainda reutilizar aulas disponibilizadas por outros docentes, avançando com os seus alunos a partir de riscos, desenhos e equações já existentes.

O professor brasileiro Guilherme Hartung, entusiasta de projetos inovadores que usam as tecnologias digitais e referência no Brasil por seu trabalho com os alunos do Colégio Estadual Embaixador José Bonifácio (RJ), foi convidado pelo pesquisador canadense para testar a ferramenta e aprovou. “É um excelente recurso, pois a torna mais dinâmica, permite que ali na lousa estejam registradas todas as evoluções da aula em texto e áudio. E, ao final, você ainda pode estimular os alunos a acessarem aquele conteúdo para estudar em uma comunidade online”, explica. “Ali eles encontram outras aulas e podem se interessar, relacionar aprendizados etc.”, completa.

Hartung reforça que, embora o software possa, sim, funcionar em computadores, muito do potencial deixa de ser aproveitado se as atividades não forem realizadas na lousa digital, pois as anotações que vão sendo feitas enquanto professor e alunos discutem o conteúdo são parte importante do processo.

O software iME está disponível para download e, nesta página onde é possível acessá-lo, há diversos exemplos de aplicações da ferramenta. Em e-mail ao Instituto Claro, o pesquisador George Touma destacou a gratuidade do iME e pontuou que ainda se trata de um protótipo - que recebeu financiamento do Ministério da Educação de Ontário, interessado em observar o impacto deste software nas escolas desta província canadense.

fonte: institutoclaro.org.br

Conheça tutoriais que podem aproximar professores do mundo digital

As ferramentas digitais podem facilitar e favorecer a atuação dos educadores. No entanto, é necessário tempo para dominá-las, além de determinar quais as melhores opções para cada demanda. Nesta hora, tutoriais disponíveis na redes podem ser bons aliados por apresentarem de forma rápida e sucinta as potencialidades das ferramentas, suas possibilidades de uso e limitações. Para ajudá-los, o Instituto Claro preparou uma lista com tutoriais de ferramentas que podem ser usadas em aula.

E se você tiver uma dica, deixe um comentário no final desta reportagem!

Slideshare

Ferramenta amplamente utilizada para compartilhar e buscar apresentações, ela disponibiliza um tutorial simples (no formato de apresentações hospedadas no próprio site), que mostra como e por que utilizar o serviço. Além disso, há ainda um vídeo com pessoas explicando os motivos de adotarem a ferramenta. Para melhorar seus slides, confira ainda esta apresentação que ensina algumas dicas na hora de montar um Power Point:
Powerpoint Para Professores
Audacity

<>

Um dos mais populares softwares de edição de áudio, o Audacity é um programa gratuito e simples de usar. Com ele, é possível fazer edições rápidas, criar podcasts e recuperar arquivos, entre outras funções. Há um tutorial específico para professores e estudantes, com as funções mais básicas da ferramenta, que acompanha um vídeo. Confira:



Novas mídias


Facebook, Orkut, Twitter: diversas redes sociais estão sendo incorporadas no dia a dia de alunos e professores. No entanto, quais conceitos dessas mídias estão em questão quando se pensa em educação, política e sociedade? Uma boa dica para quem deseja entrar nessa discussão é o livro colaborativo “Para Entender as Mídias Sociais”, organizado por Ana Brambilla. Com textos de Raquel Recuero, Bianca Santana e Carolina Rossini, entre outros, é leitura recomendada para quem se interessa por este universo!

YouTube Editor


O editor de vídeo online do YouTube é uma solução prática para ajustes rápidos nos vídeos. Além de dispensar a instalação de programas no computador, permite o rápido compartilhamento do vídeo no YouTube, além de disponibilizar vídeos com licença livre para uso nos vídeos. Para começar a usar o editor, não deixe de conferir a página de ajuda criada pelo próprio site.

Prezi


Apresentações dinâmicas fazem mais sucesso, não importa o público. Quando se trata de crianças e jovens, porém, mais animações podem fazer a diferença na hora de conquistar a atenção. Uma boa solução é o Prezi. Para utilizá-lo, o site oferece três tutoriais. Um básico, outro com funções mais avançadas e um terceiro com todas as dicas para publicar e compartilhar apresentações. Explore!

Google Maps




O serviço de mapas do Google já é uma fonte de consulta popular para quem quer checar itinerários e conhecer mais sobre as cidades do mundo. Mas você sabia que também é possível criar mapas personalizados e colaborar com o mapeamento de regiões? Veja como funciona essa opção no vídeo acima:

Skype


Uma das ferramentas mais utilizadas para videoconferências, ligações via internet e mensagem instantânea, o Skype mantém um blog com diversas novidades e maneiras inovadoras para a utilização de seus serviços. Uma das seções da página é a de educação, que conta com boas dicas para o professor inovar em sala de aula, utilizando recursos de vídeo e áudio. Confira!

Wordpress


Além de permitir a criação de blogs, o Wordpress é uma ferramenta que pode ajudar na construção de sites mais complexos. A ideia do serviço é oferecer soluções ao alcance de usuários que não tenham grande familiaridade com programação para web. Eles oferecem um grande número de tutoriais. Além disto, confira as dicas do criador do blog História Digital, o professor Michel Goulart.

Banco Internacional de Objetos Educacionais


Mantido pelo MEC, a plataforma oferece diversos objetos educacionais para educadores. Há objetos em várias línguas e opções de busca por nível de ensino, idioma, disciplina, entre outros. Há também manuais de uso, envolvendo questões como direitos autorais disponíveis no portal. Para conhecer mais sobre recursos educacionais abertos, leia a reportagem “Recursos educacionais abertos tornam a aprendizagem colaborativa uma realidade".

Biblioteca digital


Quer conhecer mais ferramentas da cultura digital que podem ajudar suas atividades docentes? Acesse nosso infográfico, que traz 68 recursos! Além disto, você também pode baixar gratuitamente a cartilha “Tecnologias na Escola”, que aproxima as novas tecnologias do universo escolar.

fonte: institutoclaro.org.br

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

RS - Mais de 30 milhões em bolsas para professores

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS), lança nesta segunda-feira (31), três editais em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior- CAPES.

Programa de Bolsas de Mestrado
Serão concedidas 100 bolsas de mestrado acadêmico, em todas as áreas do conhecimento, com valor mensal unitário de R$ 1.200,00, durante 24 meses.

Programa de Bolsas de Doutorado
Serão concedidas 300 bolsas de doutorado em todas as áreas do conhecimento, sendo 90 delas, oferecidas para doutorandos que desenvolverem projetos que apresentem interação com empresas. As bolsas terão o valor mensal unitário de R$ 1.800,00, no período de 48 meses.

Programa de Bolsas de Mestrado nas áreas de Ensino de Ciências, Matemática e Humanidades.
Serão concedidas 50 bolsas de mestrado nas áreas de Ensino de Ciências, Matemática e Humanidades para professores do ensino público fundamental e médio. As bolsas terão o valor mensal unitário de R$ 1.200,00 pelo período de 24 meses.

O prazo para as inscrições para todas as modalidades de bolsas vai até o dia 15 de dezembro de 2011. Informações no site www.fapergs.rs.gov.br, a partir do doa 31/10

sábado, 22 de outubro de 2011

Governo desiste de ampliar ano letivo

A secretária de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Maria do Pilar Lacerda, disse ontem, em sua página no Twitter e no Facebook, que o governo desistiu da ideia de ampliar os dias letivos das escolas de Educação Básica. A proposta havia sido anunciada pelo ministro Fernando Haddad em setembro, como forma de ampliar o tempo de permanência na escola. O MEC não confirma oficialmente a decisão, mas, segundo Pilar, o ministro reuniu-se com entidades de professores, estudantes, gestores e universidades e o consenso é a elaboração de proposta de aumento na carga horária diária dos estudantes em vez da ampliar o calendário letivo.

ENSINO > correio@correiodopovo.com.br

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Abertas 1,5 mil vagas gratuitas de mestrado para professor de matemática

Estão abertas até o dia 26 próximo as inscrições para curso de mestrado profissional, gratuito, destinado à qualificação de professores de matemática

Estão abertas até o dia 26 próximo as inscrições para curso de mestrado profissional, gratuito, destinado à qualificação de professores de matemática. São oferecidas 1.525 vagas, em todo país, em 65 polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, o curso de pós-graduação destina-se a professores de matemática da educação básica, especialmente de escolas públicas. Ele será ministrado na modalidade semipresencial por uma rede de instituições de educação superior ligadas à UAB, sob a coordenação da Sociedade Brasileira de Matemática.

Para concorrer às vagas, os candidatos terão de passar pelo Exame Nacional de Acesso, que consiste em prova única, em 26 de novembro, com questões objetivas e discursivas e duração máxima de quatro horas. Cada polo do programa destinará 80% das vagas a professores da rede pública de educação básica.

Matrícula — Ao fazer a matrícula, como determina o edital do Exame Nacional de Acesso, os candidatos aprovados devem apresentar contracheque ou declaração da Secretaria de Educação, estadual ou municipal, ou ato de nomeação publicado no Diário Oficial do estado ou município. Além disso, devem apresentar declaração do diretor da escola, com firma reconhecida, de que estão no exercício da docência de matemática no ensino básico.

Mais informações e inscrições na página eletrônica do curso.

Diego Rocha

fonte: Portal do MEC

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Apple comunica morte de Steve Jobs em seu site

"Apple perdeu um gênio criativo e visionário e o mundo perdeu um incrível ser humano", afirma empresa.

Foto: Divulgação

Foto de Steve Jobs colocada no site da Apple

A Apple acaba de colocar em seu site um anúncio comunicando a morte de Steve Jobs, fundador da empresa, a fabricante do iPod, iPhone e iPad.

"A Apple perdeu um gênio criativo e visonário e o mundo perdeu um incrível ser humano. Aqueles que tiveram sorte o bastante de conhecer e trabalhar com Steve perderam um grande amigo e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma companhia que só ele poderia ter feito e seu espiríto viverá para sempre nas fundações na Apple", afirma o comunicado.

A Apple divulga um e-mail para as pessoas que quiserem mandar condolência: rememberingsteve@apple.com

Nota do blogueiro e professor: É o fim de uma era...

Hoje é o Dia Mundial do Professor

Hoje, dia 5 de outubro, as Nações Unidas celebram o Dia Mundial do Professor. As entidades ILO, UNDP, Unesco e Unicef comemoram juntas a data. O evento oficial será em Paris (França), reunindo educadores de Haiti, Lesoto, Mali, Laos, França e Israel para evidenciar o papel dos professores na recuperação de suas sociedades.

O tema da data, neste ano, é "Professores para a igualdade de gênero", já que a profissão é exercida, em grande parte, por mulheres; e a desigualdade ainda é uma dificuldade a ser transposta e um desafio a ser enfrentado em diversos países.

A educadora gaúcha Juçara Dutra Vieira, vice-presidente da Internacional da Educação (IE), participará das comemorações que ocorrem hoje em Paris. Desde 1994, membros da IE organizam atividades para marcar a data mundial. Segundo dados da Unesco, pelo menos mais 9 milhões de professores precisarão ser contratados, até 2015, em alguns países do mundo, para que se alcance a Meta do Milênio, que estabelece a promoção de Educação para todos.

Nota do blogueiro e professor: Será que no Brasil estamos certos na data ?!?!?

fonte: correio do povo.com.br

Poupança para os ótimos alunos

O governo do Rio de Janeiro vai premiar os alunos com bom desempenho e que sejam assíduos, com uma poupança por ano letivo concluído. A iniciativa integra o projeto "Renda Melhor Jovem", destinado a estudantes do Ensino Médio das escolas públicas.

A poupança será no valor de R$ 700,00, para o 1 ano; de R$ 900,00, ao 2 ano, e R$ 1 mil, ao 3, podendo atingir até R$ 4,3 mil ao fim de quatro anos de estudo (no Ensino Médio Técnico). O governador Sérgio Cabral avalia que, até 2013, cerca de 300 mil famílias serão beneficiadas.

Nota do blogueiro e professor: Será que com isso resolveremos o problema na educação ?!?!?

fonte: correio do povo.com.br

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Haddad promete: mestrados e doutorados em Educação serão grátis


Ministro da Educação diz que mesmo cursos em instituições particulares terão um financiamento com dívida perdoada para professores

Cursos de pós-graduação, mestrados e doutorados em educação, mesmo em instituições privadas, serão gratuitos. O anúncio foi feito pelo ministro Fernando Haddad, na tarde desta sexta-feira, 30, durante o 7º. Congresso Inclusão: Desafio Contemporâneo para a Educação Infantil, promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Unidades de Educação Infantil da Rede Direta e Autárquica do Município de São Paulo (Sedin).

Haddad explicou que deve assinar nos próximos dias uma portaria que dará a esses cursos o mesmo mecanismo do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies). Os professores que decidirem fazer o curso e trabalharem nas redes públicas terão a dívida saldada automaticamente.

A respeito do tema do evento, o ministro da Educação admitiu que trabalha com dificuldade em um modelo de avaliação para a educação infantil. “Faço um desafio para vocês. Me mostrem os casos de sucesso e de eficiência para que possamos tabular esses valores.”

Haddad creditou ao presidente Lula a inclusão da educação infantil no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), além do fornecimento de merenda, transporte escolar, biblioteca e livro didático. “O que mais me impressionou quando eu cheguei ao Ministério da Educação foi a constatação de que não só não havia mecanismos de financiamento, como não se dava importância a um ciclo tão importante da formação da criança.”

fonte: IG

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Inscrições ao 5º Prêmio Professores do Brasil

Iniciativa vai premiar as melhores experiências pedagógicas realizadas em escolas públicas de todo o País

As melhores experiências pedagógicas desenvolvidas ou em desenvolvimento por professores das escolas públicas, em todas as etapas da educação básica e que, comprovadamente, tenham sido ou estejam sendo exitosas no enfrentamento de situações-problema poderão concorrer ao Prêmio Professores do Brasil, que está em sua quinta edição. A iniciativa do Ministério da Educação (MEC) busca reconhecer e valorizar os educadores brasileiros e conta com a parceria da Fundação SM, Intel, Instituto Votorantim e Abrelivros (Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares), além do apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

As inscrições estarão abertas até o dia 15 de setembro. A ficha de inscrição, o regulamento e demais informações sobre a premiação estão disponíveis no site www.premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br. Serão premiados 40 professores de todas as etapas da educação básica: educação infantil, ensino fundamental 1 (do 1º ao 5º ano), ensino fundamental 2 (do 6º ao 9º ano) e ensino médio. Os vencedores receberão uma premiação no valor de R$ 5 mil, além de diploma e troféu.

Todos os trabalhos inscritos serão recebidos pelo Instituto Federal de Pelotas, responsável pela análise dos documentos, conforme o regulamento do Prêmio. Já a avaliação dos trabalhos será feita por uma comissão de educadores e especialistas convidados pelo Ministério da Educação.

A solenidade de entrega do prêmio acontece em Brasília no final do ano, com a presença dos vencedores, que têm todos os custos de viagem pagos pela premiação. Além da cerimônia de entrega dos troféus, os educadores participarão do Seminário Prêmio Professores do Brasil, que possibilita a troca de experiências entre os educadores de escolas públicas de diversas regiões do Brasil.

domingo, 4 de setembro de 2011

MEC vai distribuir tablets para alunos de escolas públicas em 2012

O Ministtro da Educação, Fernando Haddad, divulgou nesta quinta-feira que o governo vai distribuir tablets a escolas públicas a partir do próximo ano. A informação foi confirmada durante palestra a editores de livros escolares, na 15ª Bienal do Livro. O objetivo, segundo o ministro, é universalizar o acesso dos alunos à tecnologia.

Haddad afirmou que o edital para a compra dos equipamentos será publicado ainda este ano. "Nós estamos investindo em conteúdos digitais educacionais. O MEC investiu, só no último período, R$ 70 milhões em produção de conteúdos digitais. Temos portais importantes, como o Portal do Professor e o Portal Domínio Público. São 13 mil objetos educacionais digitais disponíveis, cobrindo quase toda a grade do ensino médio e boa parte do ensino fundamental."

Segundo Haddad, o ministério está em processo de transformação. "Precisamos, agora, dar um salto, com os tablets. Mas temos que fazer isso de maneira a fortalecer a indústria, os autores, as editoras, para que não venhamos a sofrer um problema de sustentabilidade, com a questão da pirataria", disse.

Haddad não soube precisar o volume de tablets que será comprado pelo MEC, mas disse que estaria na casa das "centenas de milhares". Ele destacou que a iniciativa está sendo executada em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

"O MEC, neste ano, já publica o edital de tablets, com produção local, totalmente desonerado de impostos, com aval do Ministério da Fazenda. A ordem de grandeza do MEC é de centenas de milhares. Em 2012, já haverá uma escala razoável na distribuição de tablets", concluiu.

fonte: terra.com.br

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Para inglês entender o português...

A Few Favorite Brazilian Portuguese Expressions

In using these phrases, not only can you sound like a native Brazilian, but you may be able to recognize these commonplace expressions. Brazilian Portuguese is a fun language. It's humorous and full of spice and emotion.

Think of these phrases as clues to Brazilian culture. They start to paint a picture of a nation full of lively, friendly, and laid-back people.

Que saudade!

The word saudade (sah-ooh-dah-jee) has no direct translation in English, and it's a major source of linguistic pride for Brazilians. Use Que saudade! (kee sah-ooh-dah-jee) when you miss something so desperately, you have a heartache over it. People say Que saudade! when they remember their best friend who's now living far away, or their childhood beach. Brazilians also often say simply Saudades! at the end of e-mails to tell you they're missing you terribly.

Fala sério!

Say Fala sério (fah-lah seh-dee-oh) to mean You're kidding! or You're joking! or No way! Brazilians also say Não acredito! (nah-ooh ah-kdeh-jee-toh; I can't believe it!) in the same situations. But Fala sério has a funnier tone to it. It literally means Talk seriously.

. . . pra caramba!

Here's a great way to emphasize how off-the-charts something is. Pra caramba (pdah kah-dahm-bah) is most often used at the end of a sentence to exaggerate something. Use this phrase instead of putting muito (moh-ee-toh; very) or bem (bang; very) in front of these same words.

Take the classic phrase É boa pra caramba (eh boh-ah pdah kah-dahm-bah). Boa by itself means good. When pra caramba comes after good, it transforms It's good to It's amazing.

Engraçado means funny. Engraçado pra caramba (ang-gdah-sah-doo pdah kah-dahm-bah) means hilarious. Muito frío means very cold. So how cold was it? Frío pra caramba! (fdee-oh pdah kah-dahm-bah; Really, really cold!).

Lindo maravilhoso!

Lindo maravilhoso! (leen-doh mah-dah-veel-yoh-zoo) is a Brazilian saying that literally translates to Beautiful, marvelous! Brazilians like to gush about beauty and how amazing things are.

The weather can be lindo maravilhoso! — Hoje esteve um dia lindo maravihoso! (oh-zhee eh-steh-vee oong jee-ah leen-doh mah-dah-veel-yoh-zoo; Today the weather was fantastic!). A place can be lindo maravihoso! — O local é lindo maravihoso! (ooh loh-kah-ooh eh leen-doh mah-dah-veel-yoh-zoo; The place is amazing!). If you admire someone's work, that can be lindo maravilhoso! too.

And try to remember to use an -a at the end of each word instead of the -o if the word you're talking about is feminine. A gorgeous woman is linda maravilhosa! And a handsome man is lindo maravilhoso!

É mesmo?

É mesmo? (eh mehz-moh) means Really? It's usually used to react to some interesting new fact.

You tell someone: Did you know that Portuguese is the fifth most-spoken language in the world? She answers back: É mesmo?

You tell someone: Did you know that Karla is dating Paulinho? He answers back: É mesmo?

You tell someone that you're learning Portuguese. What does she answer back? Sometimes it's an enthusiastic É mesmo! Really!

Um beijo! or Um abraço!

Brazilians are very affectionate people. They often end a conversation with a friend or acquaintance they feel friendly toward by saying Um beijo! (oong bay-zhoh; a kiss) or Um abraço! (oong ah-bdah-soh; a hug). In general, women use Um beijo! to male and female friends, and men use Um beijo! to women and Um abraço! to male friends. These expressions are also common ways to end an e-mail.

Imagina!

Brazilians are also very hospitable. After telling you thank you — obrigado (oh-bdee-gah-doh) if you're male and obrigada (oh-bdee-gah-dah) if you're female — a Brazilian often says Imagina! (mah-zhee-nah; Literally: Imagine!) to mean It's no trouble at all! The initial i is chopped off in spoken language. It sounds like Magina!

Pois não?

Here's a common phrase you may hear when you enter a shop or call a service-oriented company over the phone, like a restaurant. Pois não? (poh-eez nah-ooh) means Can I help you? It's a funny phrase, because it literally means "Because no?" It's pretty nonsensical, and Brazilians have a hard time saying where the phrase originated.

Com certeza!

This is another fun, common phrase. Com certeza! (koh-oong seh-teh-zah; Literally: With certainty!) translates to Of course! or Definitely!

If someone asks you Vai para a festa? (vah-ee pah-dah ah fehs-tah; Are you going to the party?), you can answer Com certeza!

Fique tranquilo

If Brazilians value any single trait, it's optimism; it's being able to solve problems. And if the problem can't be fixed, just relax and forget about it. At the first signs of someone's stress, a Brazilian often says Fique tranquilo (fee-kee kdang-kwee-loh; Don't worry). It has a very calming effect.

If the bus takes off just as you arrive to the bus stop, don't worry. Fique tranquilo: There'll be another one in ten minutes. And you can make friends while you wait.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Computadores chegam às escolas públicas, mas não à sala de aula

Pesquisa aponta que falta capacitação para professores do uso pedagógico das máquinas e da internet.

Apesar dos computadores terem chegado às escolas públicas do País, o uso da ferramenta e da internet ainda é tímido e conservador. A análise é dos responsáveis pela pesquisa TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) Educação 2010 realizada em 497 instituições de ensino de ensino municipais e estaduais de todas as regiões urbanas do Brasil. Divulgado nesta terça-feira, o estudo do Comitê Gestor da Internet no Brasil identifica usos e apropriações das TICs nas escolas públicas brasileiras.

De acordo com a pesquisa, 100% das escolas pesquisadas têm computadores e 92% contam com acesso à internet (87% têm banda larga). Porém as atividades mais realizadas pelos professores com os alunos – exercícios para prática e fixação do conteúdo, aula expositiva e interpretação de textos – são as menos praticadas com as máquinas.

Segundo os 1.541 professores de português e matemática entrevistados, as atividades mais praticadas são ensinar os alunos a usar o computador e a internet (66%), realizar pesquisas (44%) e projetos ou trabalhos sobre um tema (43%).

Atividades propícias para serem feitas com o uso do computador, como intermediar o contato dos alunos com especialistas e agentes externos (20) e realizar trabalhos colaborativos entre os alunos são práticas menos utilizadas.

Sala de aula
Um dos principais entraves para o uso pedagógico mais efetivo do computador e da internet é a falta de máquinas em sala de aula. Apenas 4% das escolas têm máquinas nas salas e dessas 16% têm acesso à web. De acordo com a pesquisa, o laboratório de informática, presente em 81% das escolas, é o local mais usado pelos professores.

Proporcionalmente, no entanto, os professores que utilizam o computador o fazem com maior frequência em sala de aula. Por exemplo, entre os professores que utilizam as tecnologias (computador e Internet) para realizar projetos ou trabalhos sobre um tema, 81% fazem na sala de aula enquanto 72% preferem usar o laboratório de informática. A proporção de docentes uitilizando as TICs na classe é maior em todas as atividades pesquisadas (veja o gráfico abaixo).

Computador é melhor utilizado na sala de aula

Dados da pesquisa TIC Educação 2010 mostram que professores usam proporcionalmente mais a ferramenta na classe do que no laboratório de informática

“Percebemos que há uma demanda reprimida de professores que queriam usar o computador em sala de aula, mas não têm como”, destaca Juliano Cappi, coordenador de pesquisas do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) do Comitê.

Possivelmente, há docentes levando o próprio notebook para a sala de aula, já que 41% afirmam levar o computador pessoal para a escola. “Deve-se repensar em levar a infraestrutura para a sala de aula, por meio de roteadores e notebooks, pois o uso do computador se mostra mais eficiente neste espaço”, aponta Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br.

Para os professores, a principal limitação para o uso das TICs no processo pedagógico é o baixo número de computadores por aluno; 77% afirmam que a quantidade insuficiente de máquinas atrapalha. De acordo com a pesquisa, a média de computadores instalados é de 23 máquinas por escola, sendo que apenas 18 funcionam efetivamente e cinco estão em manutenção.

Como há em média 800 alunos por escola no Brasil, segundo o Censo Escolar de 2010, a conta ficaria em um computador para cada 45 alunos.

Perfil do docente
O professor das escolas pesquisadas é um profissional com alto nível de formação – 73% participam de cursos de formação continuada, 95% têm ensino superior e 60% fizeram pós-graduação ou especialização – e conectado: 90% possuem computador em casa e 81% têm acesso à internet. Os números são bem acima da média nacional, que é de 31% de domicílios com computador e 27% das residências com acesso à web.

Metade dos entrevistados fez um curso específico de informática, mas ainda não sente segurança em sua habilidade. Para 64%, os alunos sabem mais sobre computador e internet do que eles e 24% afirmam que não sabem o suficiente para usar a máquina na aula. “Há uma lacuna na aplicação das atividades. O desafio para os professores é descobrir qual é o uso pedagógico das TICs”, afirma Camila Garroux, coordenadora da pesquisa. A pesquisadora aponta que uma possível solução para o problema seriam políticas públicas para o uso do computador focado na disciplina do docente.

A pesquisa será apresentada na próxima quarta-feira à secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva. Os dados devem servir de base para os governos traçarem políticas públicas educacionais.

Marina Morena Costa, iG São Paulo | 09/08/2011 17:04 - Atualizada às 18:20

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Programa de bolsas de estudos no exterior selecionará quem tem mérito, segundo Dilma

Yara Aquino, Daniel Lima e Pedro Peduzzi
Repórteres da Agência Brasil

Brasília – Ao apresentar, hoje (26), as diretrizes do programa Ciência sem Fronteiras, que pretende conceder 100 mil bolsas de intercâmbio para brasileiros, a presidenta Dilma Rousseff disse que a seleção dos estudantes não será baseada no critério do “quem indica”, mas sim no de quem tem mérito. Segundo ela, a distribuição das bolsas levará em conta a representação étnica, social e regional.

“Não estamos fazendo um programa baseado em quem indica. Estamos criando ações orientadas pelo mérito”, assinalou a presidenta. “Todos [os contemplados] vão ter de ter nota acima de 600 no Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] e daremos especial atenção aos alunos ganhadores de olimpíadas, notadamente a da matemática”, acrescentou Dilma, no encerramento da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

De acordo com a presidente, o governo quer que os estudantes brasileiros estudem nas melhores universidades e em cursos de ciências exatas, onde há maior deficiência de profissionais, como as áreas de engenharia e de tecnologia da informação.

Ao falar sobre o programa, o ex-reitor da Universidade Federal da Bahia, Naomar Monteiro, alertou para o risco de que o critério de seleção por mérito favoreça os estudantes que têm acesso à educação privada e que, por isso, ingressam nas melhores universidades. “Assim, o Estado brasileiro vai custear um programa justamente para a parcela representativa da camada que tem recursos e acesso e os estudantes das classes pobres ficarão fora”.

No discurso, a presidenta Dilma abordou o assunto. De acordo com ela, o critério por mérito é crucial e o Programa Universidade para Todos (Prouni) comprova que os estudantes de baixa renda têm bom desempenho. “Não há demérito em ter política por mérito. Está provado que política por mérito pode contemplar as classes menos privilegiadas. O Prouni mostrou que o desempenho no Enem para os selecionados para o programa era adequado para os parâmetros existentes.”

Dilma adiantou que a pré-seleção dos alunos que poderão ser beneficiados pelo programa será feita pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e pelo ProUni.

O secretário-geral da Nova Central Sindical de Trabalhadores, Moacyr Auerswald, pediu a criação de cursos de línguas para que a necessidade de dominar um idioma estrangeiro não prejudique os estudantes de baixa renda a ter acesso às bolsas no exterior.

O Ciência sem Fronteiras dará bolsas para diferentes níveis de estudo, do ensino médio ao doutorado. As bolsas serão custeadas com parceria público-privada. Do total, 75 mil bolsas serão custeadas pelo governo federal e 25 mil com a colaboração de empresas privadas.

Edição: João Carlos Rodrigues

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Bolsas de mestrado em cinema nos EUA

Interessados em concorrer a bolsas de mestrado na área de roteiro cinematográfico nos Estados Unidos têm prazo até 15 de setembro para se candidatar. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Fulbright Master of Fine Arts (MFA) concederão até três bolsas de estudo, renováveis anualmente e com duração máxima de três anos, de acordo com o edital n° 031. Os interessados poderão se inscrever gratuitamente pela página da Fulbright, por meio do preenchimento de um formulário e o envio do signature form e um argumento de longa metragem. Os bolsistas da receberão mensalidade no valor de US$ 1.300 e vários outros benefícios.

Palavras-chave:
Agenda

FONTE: PORTAL DO MEC.

Programa da Câmara Federal vai selecionar 54 professores para curso em Brasília

Programa da Câmara Federal vai selecionar 54 professores em todo o Brasil para participarem de curso em Brasília sobre Cidadania, Política e Educação nas Escolas, e Instituições Democráticas. Serão selecionados dois professores por Estado. O curso acontece entre os dias 02 e 08 de outubro deste ano.

O programa, desenvolvido pelo Centro de Formação e Treinamento da Câmara Federal, tem por objetivo gerar multiplicadores e ampliar as ações voltadas à Educação para a democracia no âmbito escolar.

Como Participar

Os interessados devem acessar o edital do "Programa Missão Pedagógica no Parlamento" até o dia 10 de agosto pelo site www.camara.gov.br/edulegislativa. Estão disponíveis todas as informações do processo seletivo, ficha de inscrição: declaração de compromisso cópia do documento de identidade oficial e do CPF cópia do diploma, certificado ou declaração de conclusão do curso de graduação em nível superior declaração de tempo de serviço e relato de experiência pedagógica na qual tenha trabalhado com seus alunos temas relacionados à democracia, cidadania ou política.

A Câmara vai arcar com as seguintes despesas dos participantes: passagem aérea de ida e volta (Estado de origem/Brasília/Estado de origem) hospedagem em hotel alimentação durante a realização do programa e traslado entre o hotel e o local de realização das atividades do programa. Os locais de hospedagem e alimentação serão determinados pela Casa.

Programação do Evento

Os docentes participarão de aulas dialogadas, palestras, visitas, oficinas pedagógicas, oficinas temáticas e rodas de conversa.

FONTE: SEEC-RN e http://juraciprofessora.blogspot.com/

Brasil: Projetos de estímulo à leitura podem ser inscritos até dia 10

O prêmio Vivaleitura 2011 já conta com 1.238 candidatos, mas escolas, bibliotecas e entidades da sociedade civil ainda podem apresentar suas experiências e concorrer a R$ 90 mil. O prazo para inscrições, que se encerraria no último dia 20, foi prorrogado até 10 de agosto.

Dados da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), entidade que coordena o Vivaleitura, mostram que a categoria escolas públicas, privadas e comunitárias apresentou, até esta segunda-feira, 25, o maior número de trabalhos, 680. A categoria sociedade, que compreende empresas, organizações não-governamentais, pessoas físicas, universidades e instituições sociais, aparece na segunda posição, com a inscrição de 409 projetos.

As bibliotecas públicas, privadas e comunitárias, que formam a terceira categoria, inscreveram 149 experiências. O prêmio de R$ 90 mil será distribuído entre os três setores, sendo R$ 30 mil para cada um.

O regulamento do Vivaleitura 2011 prevê prazos de início e conclusão dos projetos concorrentes: experiências que começaram em janeiro de 2009 e que serão concluídas até julho de 2011; ou projetos permanentes com indicadores de resultados.

As inscrições, gratuitas, devem ser feitas na internet, ou via postal, como carta registrada, com aviso de recebimento, para o endereço Prêmio Vivaleitura 2011, caixa postal 71.0377, cep 03410-970 – São Paulo (SP).

Criado no Ano Ibero-Americano da Leitura, em 2005, o prêmio incentiva a leitura em espaços escolares, bibliotecas, instituições, entidades e residências. Democratizar o acesso ao livro, estimular a leitura e a formação cidadã, valorizar o livro e a leitura e apoiar a criação e a produção literárias são objetivos do Vivaleitura.

A promoção é dos ministérios da Educação e da Cultura e a coordenação é da OEI, com o patrocínio da Fundação Santillana, da Espanha. A iniciativa tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

O regulamento da sexta edição e o formulário de inscrição estão na página eletrônica do prêmio, onde também podem ser conhecidas as 15 experiências vencedoras, desde a primeira edição, de 2006.

Fonte: Ministério da Educação. Brasil

terça-feira, 14 de junho de 2011

Escola controla entrada de alunos por digital e envia SMS para avisar pais

A pedidos estou disponibilizando um e-mail para entrarem em contato com os desenvolvedores do projeto Escola adota sistema digital de controle de acesso dos alunos.

Entrem em contato via: nteguara@gmail.com

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Escola controla entrada de alunos por digital e envia SMS para avisar pais


Escola controla entrada de alunos por digital e envia SMS para avisar pais

O Núcleo de Tecnologia Educacional do Guará (NTE), cidade que fica a 11 quilômetros do centro de Brasília, desenvolveu um sistema digital para registrar a frequência dos alunos. Dois leitores de impressão digital foram instalados na entrada do Centro Educacional 2, escola que atende 1.460 estudantes da 8ª e 9ª série do ensino fundamental e de ensino médio, e os responsáveis são informados por mensagem SMS sobre o horário de entrada dos filhos.

De acordo com o analista de sistemas Alexandre Godoi, um dos criadores do projeto, o sistema, que começou a ser usado há uma semana, ainda está em fase de testes. A ideia é que ele esteja finalizado até o início do segundo semestre letivo, em agosto. A verificação da presença nominal em sala de aula ainda não foi abolida, mas a novidade já trouxe benefícios.

“Diminui a evasão escolar, aumenta a segurança na escola e facilita a preparação da merenda, pois evita o desperdício. Antes, tínhamos que passar em cada sala de aula para verificar a quantidade de alunos presentes”, afirma o diretor regional de ensino do Guará, José Antônio Messias.

Por uma questão de segurança, uma foto do aluno aparece assim que ele é identificado no banco de dados. Para os seis estudantes com problemas auditivos da escola, um alerta sonoro é disparado. Na próxima fase do projeto, o CED 2 quer informar os responsáveis, também por SMS, sobre o horário de saída dos filhos do colégio. Além disso, Godoi afirma que será possível disponibilizar para os pais as notas e datas de entregas de trabalhos. “Assim eles vão poder acompanhar a vida acadêmica dos filhos”, declara.

Entre as mudanças para melhorar o funcionamento do sistema está prevista a instalação de mais duas leitoras de digitais. “Temos muitos alunos que entram na mesma hora, então atrasa um pouco. Hoje, o registro leva cerca de 20 minutos. Com as duas máquinas a mais, deve levar cerca de 9 minutos”, conta a programadora Martha Pfeffer, também responsável pela criação do sistema.

A escola também planeja fazer uma parceria com a Fácil para que os alunos não precisem mais entregar a folha de frequência mensal para conseguir o benefício. Os dados seriam repassados pela internet.

Custo de R$ 1 por aluno
De acordo com Godoi, o projeto tem um custo médio de R$ 800 para uma escola com 800 alunos. Esse valor inclui duas leitoras de impressão digital e um servidor que organiza e armazena os dados. Os computadores usados são do próprio colégio, e a manutenção é feita pela Secretaria de Educação. As mensagens SMS são enviadas por um celular pré-pago. A escola manda cerca de 1.500 mensagens por dia, com um custo total de R$ 11 por mês, segundo Godoi.

“O baixo custo do projeto se deve ao fato de que ele foi desenvolvido pelos próprios servidores do NTE, e não por uma empresa terceirizada”, afirma o diretor regional de ensino do Guará. De acordo com Messias, existe um projeto semelhante de registro de frequência por leitura de digital em uma escola privada no interior de São Paulo, mas o sistema desenvolvido pelo NTE é precursor na rede pública de ensino do país.

Messias conta ainda que o sistema será instalado no Centro Educacional 4 do Guará na próxima semana. O CED 4 tem pouco mais de mil alunos e foi alvo de uma onda de violência e vandalismo em abril. Estudantes quebraram janelas com pedradas e atiraram bombas caseiras em lixeiras do colégio. As aulas chegaram a ser suspensas por dois dias. Escolas públicas do Gama e do Plano Piloto também já demonstraram interesse em utilizar o modelo desenvolvido pelo NTE.

Para a surpresa de Martha, os alunos receberam com entusiasmo a novidade. “Eles estão gostando da tecnologia. Eles são nativos digitais, ficam interessados com tudo que é digital”, afirma.

Segurança
O sistema funciona desde a semana passada. Dois equipamentos coletores de digitais e dois monitores de computador ficam na entrada do CED 2, a primeira a receber o maquinário. A iniciativa partiu dos professores Martha Pfeffer e Alexandre Godói, do Núcleo de Tecnologia da Diretoria Regional de Ensino (DRE) do Guará. Ambos trabalharam durante dois meses no desenvolvimento do programa.

“A ideia era criar um projeto para garantir a segurança dos alunos”, ressalta Martha. “É uma medida que impede a evasão escolar”, emenda o diretor do centro de ensino, Tarcísio Araújo.

O sistema também alcança os alunos com necessidades especiais. O estudante do 1º ano do ensino médio Pedro Henrique Cruz, 16 anos, tem deficiência visual. Ao tocar o indicador direito no equipamento, ouve uma voz do computador falar seu nome.

fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2011/06/08/interna_cidadesdf,255841/escola-controla-entrada-de-alunos-por-digital-e-envia-sms-para-avisar-pais.shtml

segunda-feira, 16 de maio de 2011

40 mil livros em 52 idiomas para download legal

O Project Gutenberg é a mais antiga biblioteca digital do mundo. Fundado pelo estudante americano Michael Hart, no início dos anos 70, é um projeto voluntário que disponibiliza livros para download legal e gratuito. As obras de domínio público, ou que tiveram seus direitos cedidos, estão disponíveis para PC, iPad, Kindle, Sony Reader, iPhone e Android.

O projeto é propositadamente descentralizado. Não existe nenhuma política de seleção que dite quais livros devem ser adicionados. Os voluntários, responsáveis pela manutenção e aumento do acervo, têm total autonomia sobre quais livros deverão ser digitalizados, desde que observados os princípios dos direitos autorais de obras que ainda estão juridicamente protegidas.

Cerca de 40 mil livros, em 52 idiomas, compõem o acervo.

Para acessar: http://www.gutenberg.org/browse/scores/top

domingo, 15 de maio de 2011

Técnico administrativo pode fazer formação a distância

Educação Básica

Técnico administrativo pode fazer formação a distância

Sexta-feira, 13 de maio de 2011 - 10:14
Estados e municípios têm prazo até o dia 31 para inscrever funcionários de escolas públicas no Programa de Formação Inicial em Serviço dos Profissionais da Educação Básica dos Sistemas de Ensino Público (Profuncionário). O programa oferece curso de educação a distância em nível médio a trabalhadores que exercem funções técnico-administrativas nas escolas de educação básica das redes públicas estaduais e municipais.

A formação compreende as habilitações em secretaria escolar, alimentação escolar, multimeios didáticos e meio ambiente e infraestrutura escolar. Cada uma delas é composta por seis módulos de formação pedagógica e dez de formação específica. Como cada módulo equivale a 60 horas, chega-se a um total de 360 de formação pedagógica e 600 de formação específica. A essas 960 horas dos módulos somam-se 300 de prática profissional supervisionada. Ou seja, 1.260 horas de curso.

De acordo com a diretora de fortalecimento institucional e gestão educacional da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, Maria Luiza Martins Alessio, a formação fortalece a integração dos funcionários como educadores e permite a participação qualificada na gestão democrática da escola. Ela também destaca a possibilidade de fortalecimento da política de valorização dos profissionais da educação, que tiveram as diretrizes da carreira estabelecidas recentemente pelo Conselho Nacional de Educação (CNE).

Para a adesão ao Profuncionário, as unidades da Federação devem atender 70% da rede municipal de ensino e 30% da estadual. A inscrição pode ser feita no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec).

Mais informações sobre o curso no endereço eletrônico do Profuncionário ou pelos telefones 61 2022-8370 , 2022-8369 e 2022-8449.
FONTE: PORTAL DO MEC. e http://juraciprofessora.blogspot.com/

quinta-feira, 28 de abril de 2011

DIA DA EDUCAÇÃO


Como é bom ter educação!

Geralmente, quando se fala em educação, pensamos imediatamente em escolas, alunos, professores, livros, materiais pedagógicos. Ou seja, a palavra remete ao universo escolar.

No entanto, a escola não é o único lugar onde a educação acontece. A educação existe tanto em sociedades tribais de povos caçadores agricultores ou nômades, quanto em sociedades de países desenvolvidos e industrializados.

O dia 28 de abril é dedicado a este importante elemento de aquisição e de transmissão de cultura.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

7º Olimpíada de Matemática - OBMEP

A OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS (OBMEP) é um projeto que tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área.

Dentre as realizações da OBMEP destacam-se:

  • a produção e distribuição de material didático de qualidade, também disponível neste site;

  • o Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC), para os medalhistas estudarem Matemática por 1 ano, com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq);

  • o Programa de Iniciação Científica – Mestrado (PICME), para medalhistas que estejam cursando graduação com bolsas do CNPq (IC) e CAPES (Mestrado);

  • a Preparação Especial para Competições Internacionais (PECI), que prepara medalhistas de ouro selecionados pela excepcionalidade de seus talentos para competições internacionais;

  • a mobilização de Coordenadores Regionais para a realização de atividades como seminários com professores e cerimônias de premiação;

Iniciada em 2005, a OBMEP vem crescendo a cada ano criando um ambiente estimulante para o estudo da Matemática entre alunos e professores de todo o país.

Em 2010, cerca de 19,5 milhões de alunos se inscreveram na competição e mais de 99% dos municípios brasileiros estiveram representados.

Os sucessivos recordes de participação fazem da OBMEP a maior Olimpíada de Matemática do mundo.

Regulamento

Para visualizar o Regulamento na íntegra, clique aqui. Para visualizar o conteúdo de cada item, clique sobre o título desejado.

1. Responsabilidade:

2. Características:

3. Objetivos:

4. Participantes e Divisão em Níveis:

5. Inscrição na OBMEP:

6 . Sobre as Provas:

7. Premiação:

(i)15 alunos – 5 (cinco) de cada Nível – de escolas municipais e estaduais que obtiverem as primeiras colocações em sua respectiva Unidade da Federação (UF), totalizando 405 medalhas de bronze.

(ii)alunos de escolas municipais, estaduais e federais que obtiverem as 465 (quatrocentas e sessenta e cinco) melhores pontuações, em cada um dos três níveis, a partir do 501º lugar da classificação nacional para cada um dos níveis 1 e 2 e a partir do 401º lugar da classificação nacional para o nível 3, excluídos os alunos de 7.3.c.(i), totalizando 1395 medalhas de bronze.

7.3.d. Bolsas de Iniciação Científica Jr., do CNPq: aos 3200 alunos premiados na OBMEP 2011 com medalhas de ouro, prata ou bronze será oferecida a oportunidade de participar do programa de bolsas de Iniciação Científica Jr., num período de até 12 meses. Os demais requisitos de participação, bem como a estrutura do programa, serão definidos e divulgados em 2012.

7.3.e. Certificados de Menção Honrosa: serão concedidos certificados de Menção Honrosa a até 30.000 alunos, de maior pontuação nacional, que não forem contemplados com medalhas de ouro, prata e bronze.

7.3.f. Premiação dos Professores: serão premiados 127 (cento e vinte e sete) professores. Cada professor premiado receberá:

(i) um computador portátil, com pacote de programas livres relacionados ao ensino de matemática.

7.3.f.1. A premiação dos professores está vinculada à premiação dos alunos. O professor de Matemática de cada aluno premiado receberá pontos, de acordo com os seguintes critérios:


a) 5 (cinco) pontos para cada aluno premiado com medalha de ouro;
b) 4 (quatro) pontos para cada aluno premiado com medalha de prata;
c) 3 (três) pontos para cada aluno premiado com medalha de bronze;
d) 1 (um) ponto para cada aluno premiado com menção honrosa.

7.3.f.2. Os 127 (cento e vinte e sete) professores premiados são:

a) 54 (cinquenta e quatro) professores (dois para cada UF) de escolas municipais e estaduais que obtiveram a maior pontuação em sua UF;

b) 46 (quarenta e seis) professores de escolas municipais e estaduais com o maior número de pontos na classificação nacional, independentemente da UF, excluídos os premiados em 7.3.f.2.a);
c) 27 (vinte e sete) professores de escolas federais, um para cada UF, com o maior número de pontos dentre os professores das escolas federais de sua respectiva UF.

7.3.f.3. Os professores de matemática são indicados exclusivamente no site da OBMEP www.obmep.org.br, após a divulgação da lista dos classificados para a 2ª Fase. É obrigatória a informação do CPF do professor de matemática.

7.3.g. Premiação das Escolas: está vinculada à premiação de seus alunos e aos pontos obtidos, conforme os seguintes critérios:

a) 5 (cinco) pontos para cada aluno premiado com medalha de ouro;
b) 4 (quatro) pontos para cada aluno premiado com medalha de prata;
c) 3 (três) pontos para cada aluno premiado com medalha de bronze;
d) 1 (um) ponto para cada aluno premiado com menção honrosa.

7.3.g.1. Serão concedidos 1 (um) computador portátil, com pacote de programas livres relacionados ao ensino de matemática, e kit de projeção móvel (datashow) a 81 (oitenta e uma) escolas municipais ou estaduais (três para cada UF) que alcançarem o maior número de pontos em suas respectivas UFs.

Observação - Os prêmios acima descritos não serão concedidos à escola premiada na OBMEP 2011 que já tenha sido premiada com itens similares nas edições da OBMEP 2006, 2007 e 2008. Essa escola, receberá, então, um troféu alusivo à sua premiação.

7.3.h. Premiação das Secretarias de Educação: está vinculada à pontuação das suas respectivas escolas municipais e estaduais inscritas na Segunda Fase da OBMEP, segundo os critérios indicados no subitem 7.3.g.

7.3.h.1. A pontuação de cada secretaria municipal de educação será a média aritmética dos pontos obtidos por todas as escolas municipais a ela vinculadas, inscritas na Segunda Fase da OBMEP.

7.3.h.2. A pontuação de cada secretaria estadual de educação será a média aritmética dos pontos obtidos por todas as escolas estaduais a ela vinculadas, inscritas na Segunda Fase da OBMEP.

7.3.h.3. Serão concedidos, em cada UF, troféus às 2 secretarias municipais que obtiverem maior pontuação em sua respectiva UF, totalizando 52 secretarias municipais.

7.3.h.4. Serão concedidos troféus às 5 secretarias estaduais de educação (1 por cada região geográfica) que obtiverem maior pontuação em sua região geográfica (Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste).

7.4. A relação de alunos, professores, escolas e secretarias de educação premiados será divulgada de acordo com o calendário oficial da OBMEP.

7.5. O Instituto de Matemática Pura e Aplicada é a instituição responsável pela organização da Cerimônia de Premiação. O local e a data do evento serão divulgados oportunamente.

7.6. Os estados, municípios e escolas poderão, a seu critério, realizar cerimônias locais de premiação.

8. Atribuições e Responsabilidades das Escolas Inscritas na OBMEP:

9. Atribuições da Direção da OBMEP:

10. Disposições Gerais:

11. Calendário:

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Office Online


Agora está disponível o Pacote Office Online, para acessar é preciso somente ter conta no Hotmail.com ou no sistema Live.

Acesse aqui

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Luto Oficial


Este blog decreta luto oficial em homenagem as vítimas do massacre ocorrido em uma escola municipal do rio de Janeiro no dia de hoje (07/04/2011).

sexta-feira, 1 de abril de 2011

April Fools Day


April Fools' Day, sometimes called All Fools' Day, is one of the most light-hearted days of the year. Its origins are uncertain. Some see it as a celebration related to the turn of the seasons, while others believe it stems from the adoption of a new calendar.

New Year's Day Moves

Ancient cultures, including those of the Romans and Hindus, celebrated New Year's Day on or around April 1. It closely follows the vernal equinox (March 20th or March 21st.) In medieval times, much of Europe celebrated March 25, the Feast of Annunciation, as the beginning of the new year.

In 1582, Pope Gregory XIII ordered a new calendar (the Gregorian Calendar) to replace the old Julian Calendar. The new calendar called for New Year's Day to be celebrated Jan. 1. That year, France adopted the reformed calendar and shifted New Year's day to Jan. 1. According to a popular explanation, many people either refused to accept the new date, or did not learn about it, and continued to celebrate New Year's Day on April 1. Other people began to make fun of these traditionalists, sending them on "fool's errands" or trying to trick them into believing something false. Eventually, the practice spread throughout Europe.

Problems With This Explanation

There are at least two difficulties with this explanation. The first is that it doesn't fully account for the spread of April Fools' Day to other European countries. The Gregorian calendar was not adopted by England until 1752, for example, but April Fools' Day was already well established there by that point. The second is that we have no direct historical evidence for this explanation, only conjecture, and that conjecture appears to have been made more recently.

Constantine and Kugel

Another explanation of the origins of April Fools' Day was provided by Joseph Boskin, a professor of history at Boston University. He explained that the practice began during the reign of Constantine, when a group of court jesters and fools told the Roman emperor that they could do a better job of running the empire. Constantine, amused, allowed a jester named Kugel to be king for one day. Kugel passed an edict calling for absurdity on that day, and the custom became an annual event.

"In a way," explained Prof. Boskin, "it was a very serious day. In those times fools were really wise men. It was the role of jesters to put things in perspective with humor."

This explanation was brought to the public's attention in an Associated Press article printed by many newspapers in 1983. There was only one catch: Boskin made the whole thing up. It took a couple of weeks for the AP to realize that they'd been victims of an April Fools' joke themselves.

Spring Fever

It is worth noting that many different cultures have had days of foolishness around the start of April, give or take a couple of weeks. The Romans had a festival named Hilaria on March 25, rejoicing in the resurrection of Attis. The Hindu calendar has Holi, and the Jewish calendar has Purim. Perhaps there's something about the time of year, with its turn from winter to spring, that lends itself to lighthearted celebrations.

Observances Around the World

April Fools' Day is observed throughout the Western world. Practices include sending someone on a "fool's errand," looking for things that don't exist; playing pranks; and trying to get people to believe ridiculous things.

The French call April 1 Poisson d'Avril, or "April Fish." French children sometimes tape a picture of a fish on the back of their schoolmates, crying "Poisson d'Avril" when the prank is discovered.

6º Prêmio Microsoft Educadores Inovadores 2011

Estão abertas as inscrições do Prêmio Microsoft Educadores Inovadores 2011

Educadores de todo o Brasil já podem enviar seus projetos e garantir sua participação!

Estão abertas até o dia 26 de junho as inscrições para a sexta edição do Prêmio Microsoft Educadores Inovadores, que valoriza e reconhece os melhores projetos educacionais desenvolvidos por professores brasileiros que utilizam a tecnologia para melhorar os processos de ensino e aprendizagem.

Para concorrer, basta acessar o site www.educadoresinovadores.com.br e seguir as instruções. Educadores de todo o Brasil podem se inscrever nas seguintes categorias:

1) Escolas Públicas de Educação Básica

Podem se inscrever individualmente educadores e gestores da rede pública de ensino, independentemente de sua área de atuação (ex. Português, Matemática, Física etc.): Secretarias Municipais ou Estaduais de Ensino, incluindo os Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs ou NRTEs), escolas públicas (municipais, estaduais ou federais), fundações e instituições de ensino sem fins lucrativos que atuem no Ensino Formal e não cobrem pelos serviços prestados. Também podem participar os educadores de escolas técnicas que lecionem disciplinas de educação básica como, Português, Matemática, Ciência etc.

· Inovação em Comunidade: Aprendizagem Além da Sala de Aula

· Inovação em Colaboração: Aprendizagem Colaborativa

· Inovação em Conteúdo: Construção do Conhecimento e Pensamento Crítico

Os educadores que se inscreverem em uma das três categorias acima poderão ser remanejados pelo Comitê de Seleção para duas categorias especiais: Inovação em Contextos Desafiadores e Uso Avançado de Tecnologias Microsoft na Aprendizagem.

2) Ensino Técnico - Educador Inovador Escola Técnica

Podem se inscrever individualmente educadores e gestores que lecionem disciplinas relacionadas à Tecnologia da Informação (TI) em escolas técnicas municipais, estaduais e federais.

3) Escolas Particulares - Educador Inovador Escola Particular

Podem se inscrever individualmente educadores e gestores independentemente de sua área de atuação (ex. Português, matemática, física, etc.) que lecionem em escolas particulares.

4) Educador Inovador

Todos os projetos finalistas nas categorias de Ensino Básico (escolas públicas) estarão automaticamente concorrendo na categoria Educador Inovador, cuja votação para escolha dos finalistas ocorrerá por voto popular online e presencial no dia 03 de agosto, durante o II Fórum Microsoft de Educação Inovadora.

Premiação

O Prêmio Microsoft Educadores Inovadores conta com três etapas. Até o dia 22 de julho, vinte e um projetos serão escolhidos e participarão do evento nacional de premiação que será realizado em São Paulo no dia 03 de agosto.

Aqueles que apresentarem os melhores trabalhos serão premiados com um Notebook contendo o sistema operacional da Microsoft e um pacote de aplicativos Office. Assim, poderão dar continuidade na criação de novas ideias, beneficiando cada vez mais pessoas e compartilhando o gosto e o conhecimento pela tecnologia educacional.

Após a etapa nacional, os responsáveis pelos projetos vencedores nas categorias destinadas à educação básica (escolas públicas) apresentarão seus trabalhos no Microsoft Innovative Education Forum - Latin America, que ocorrerá entre agosto e setembro no Chile. Os classificados na fase regional irão participar do Microsoft Worldwide Innovative Education Forum que será realizado em novembro deste ano em Washington, nos Estados Unidos da América. O Prêmio Microsoft Educadores Inovadores 2010 recebeu o número recorde de inscritos, foram 1.056 professores de todos os estados brasileiros. Em 2011 esperamos um número ainda maior, com o objetivo de buscar o reconhecimento internacional da educação do nosso país.

Fórum Microsoft de Educação Inovadora

Em 2010, aconteceu na cidade de São Paulo, no dia 04 de agosto, o I Fórum Microsoft de Educação Inovadora, o evento foi um sucesso, contou com palestras de diversos profissionais da área de educação e apresentou os ganhadores do Prêmio Microsoft Educadores Inovadores. Cerca de 300 pessoas estavam presentes e mais de 2 mil acompanharam a transmissão ao vivo pela internet. Esse ano teremos o II Fórum Microsoft de Educação Inovadora que promete trazer grandes nomes da educação com o objetivo de debater e discutir temas atuais da área.

Para acompanhar as novidades do Prêmio, acesse: www.educadoresinovadores.com.br

Mais informações no Blog: http://educadoresinovadores.com.br/blog/

Siga no Twitter: www.twitter.com/eduinova

Para mais informações:

Criax Comunicação Organizacional

Fone: (11) 3817-4665

E-mail: contato@educadoresinovadores.com.br